Mas-afinal-o-que-é-Inbound-Marketing-1
EMD Desenvolvimento

EMD Desenvolvimento

Mas afinal o que é Inbound Marketing?

Rate this post

Traduzindo para o português, inbound marketing significa marketing de atração. Diferente do outbound marketing, as estratégias utilizadas no inbound fazem com que o cliente é que busque a empresa.

Esse conceito se popularizou em 2009 quando os fundadores da HubSpot, Brian Hulligan e Dharmesh Shah lançaram o livro: Inbound Marketing – Seja encontrado usando o Google, as mídias sociais e os blogs. Segundo os autores, em uma era onde o comportamento dos consumidores mudou, o marketing também precisa mudar. Hoje as pessoas usam a internet para buscar informações sobre produtos e serviços. Elas buscam conhecer a reputação do médico ou profissional de saúde antes de agendarem uma consulta. Se você não está sendo visto, também não será lembrado.

O marketing de conteúdo é parte integrante do inbound. Se você quer fazer inbound marketing precisa produzir conteúdo, atender aos requisitos do SEO do Google e relacionar-se com seus clientes através das mídias sociais. A criação e o compartilhamento de conteúdo são a base do processo. Mas como fazer?

Em primeiro lugar tenha em seu site uma área onde esse conteúdo estará disponível. Já explicamos isso aqui uma vez. Esse conteúdo não pode ser técnico demais, deve ter tamanho adequado e a escolha do tema é de extrema importância. Para um blog, os assuntos do tipo “topo de funil” são os mais relevantes. Não esqueça da regularidade. Ela também é muito importante.

A regra número 1 é atrair potenciais clientes para seu site. A partir daí, você começa a se relacionar com eles, oferecendo conteúdos regulares, comunicando-se através das suas mídias sociais ou através de uma ferramenta de gerenciamento de leads, algo que também recomendamos fortemente. A criação de landing pages, páginas que chamam para alguma ação (call to action) e uma central de CRM (customer relationship management) podem e devem fazer parte desse processo.

Diferente de uma loja virtual ou de uma plataforma de comércio eletrônico, no final do funil de vendas de uma empresa de saúde não tem um botão “comprar”. Seu cliente não vai simplesmente clicar em um botão e comprar um produto. Você precisa definir qual será realmente a conversão que o seu processo almeja. Seria, por exemplo,  a marcação de uma consulta ou simplesmente a obtenção de seus dados para ações futuras específicas?

Não esqueça que tudo isso precise ser medido. Uma das principais vantagens do marketing digital é a mensuração de resultados. Diferente daquela campanha que você fez no jornal de bairro ou no rádio e não sabe exatamente quantas pessoas leram ou ouviram, no marketing digital sabemos exatamente todos os detalhes do alcance de nossas campanhas.

Cada vez mais e mais profissionais têm colhido os frutos do inbound. Se você ainda não é um deles não deixe para entrar no final da fila.

Compartilhe este artigo

 


Postagens Recentes

WhatsApp chat